João Santos

Em 2030 como será Pombal?

O nosso dever enquanto partes integrantes de uma sociedade organizada, sustentável e civilizada é no presente preparar o futuro. Não só o nosso futuro, mas sobretudo o futuro daqueles que virão. Uma sociedade egoísta gere o presente, uma sociedade intergeracionalmente responsável sonha com o futuro.

Read More »Em 2030 como será Pombal?

Que Pombal queremos no futuro?

[dropcap size=”500%”]F[/dropcap]
az hoje precisamente um mês que a JSD Pombal promoveu o fórum Pombal 2030, que juntou sete pombalenses tão distintos mas com objetivo comum: pensar, planear e projetar Pombal a médio e longo prazo. Foi um sucesso. Sucesso que todos nós podemos replicar, porque cada um de nós tem a capacidade de poder sonhar com a cidade e o concelho que quer, sem medo de errar ou dizer algum disparate.

Read More »Que Pombal queremos no futuro?

A hipocrisia das esquerdas

[dropcap size=”500%”]E[/dropcap] stá para breve o dia em que a nossa esquerda vai dizer: “Coloquem os olhos na Coreia do Norte, um verdadeiro exemplo de democracia, defesa dos direitos humanos e desenvolvimento económico e social”. Se há uns tempos atrás a única afinidade que tínhamos com a Coreia do Norte se cingia ao facto do PCP ser um dos seus “partidos amigos”, hoje o fanatismo e a perda de valores (ou de vergonha!) de determinada esquerda fazem-nos temer pelo pior.

Read More »A hipocrisia das esquerdas

Um obrigado (sincero!) ao Costa

[dropcap size=”500%”]E[/dropcap]sta geringonça das esquerdas continua a ser uma surpreendente manobra de sobrevivência e resistência, sendo cada dia vivido como se fosse o último. Aliás não fosse essa a célebre máxima deste espectro político, gozar o presente e alienar o futuro. Contudo, há algo de positivo no meio disto tudo, um agradecimento que devemos a António Costa, porque nem tudo pode ser mau.

Read More »Um obrigado (sincero!) ao Costa

Nem governo, nem programa, só (má!) gestão

[dropcap size=”500%”]R[/dropcap]

epor, revogar, reverter, devolver e desfazer têm sido dos vocábulos mais utilizados para descrever a política prosseguida por este governo da troika das esquerdas (PS + CDU + BE). É comum ouvir os cidadãos dizer que cada governo que chega faz tudo ao contrário do anterior, muda só para ser diferente, mesmo que isso implique mudar até aquilo que acham que foi bem feito. E se isso era verdade, hoje é uma verdade absolutíssima olhando para o atual governo em funções. Simplesmente têm desfeito aquilo que o anterior governo fez, em muitos casos por mero populismo ou por mera cegueira ideológica.

Read More »Nem governo, nem programa, só (má!) gestão