Pombal, o comboio é do PSD

Com a implementação da democracia em Portugal, o concelho Pombal, desde logo, ocupou o seu lugar na afirmação e na defesa dos ideais do então PPD, e posteriormente, PSD. Pela matriz dos pombalenses, agricultores, pequenos industriais, emigrantes e, acima de tudo, mulheres e homens de trabalho, parece à distância de mais de quatro décadas natural que os pombalenses se tenham revisto no PSD.


De imediato os eleitos do PSD começaram a transformar o concelho de Pombal, dotando-o das mais elementares infra – estruturas e procurando melhorar as condições de vida de todos os pombalenses. Essa vontade de transformação roubou a reeleição ao saudoso Eng.º Joaquim de Almeida, que com o ímpeto de iniciar a rede pública de abastecimento de água promoveu um conjunto de obras que desagradam aos munícipes, pelo transtorno causado. Mas, até nessa década de governação autárquica socialista, os pombalenses continuaram a dar a sua confiança ao PSD, dando-lhe vitórias consecutivas nos demais atos eleitorais de âmbito nacional.

Portanto, a máquina do PSD nasceu no concelho de Pombal logo após a consolidação da democracia, foi aí que nasceu o projeto de desenvolvimento que viria a ser interrompido e mais tarde restabelecido. Restabelecido há quase 24 anos e que hoje se continua a cumprir, dia após dia, causa após causa, projeto após projeto, pessoas após pessoas.

E esse projeto de desenvolvimento para o concelho, com mais de quatro décadas, foi e é construído por dezenas, centenas, milhares de pessoas: os candidatos e eleitos às juntas e assembleias de freguesia, os candidatos e eleitos à assembleia municipal, os candidatos e eleitos à câmara municipal, os militantes, os simpatizantes, os pombalenses que confiam no PSD!

No mandato que se iniciou há pouco mais de três anos alguns dos protagonistas deste projeto mudaram, desde alguns presidentes de junta ao presidente de câmara. Mas o projeto continua a ser mesmo, o projeto prosseguido ao nível autárquico pelo PSD é a continuação daquilo que foi prosseguido durante as anteriores décadas.

E é esse projeto que está em causa nas próximas eleições autárquicas, é o projeto de desenvolvimento que o PSD tem para Pombal e que ao longo das décadas tem dado resultados positivos. No mandato em curso a gestão autárquica do PSD continuou a desenvolver importantes obras estruturais para os pombalenses, seja nas freguesias, donde se destaca a construção de centros escolares, as reabilitações urbanísticas e os equipamentos de saúde, seja na cidade, donde se destaca o Centro de Saúde e a (tão esperada) solução para a entrada na cidade a partir do IC2, junto à Repsol. Porém, tão ou mais importantes que estas foram as obras imateriais, com uma clara aposta na educação, no desporto, no investimento, na cultura e numa gestão mais transparente do Município.

Assim, faz-se um balanço claramente positivo deste mandato em termos do trabalho desenvolvido para Pombal e para os pombalenses, não havendo assim razões para interromper este projeto de desenvolvimento prosseguido pelo PSD há várias décadas. Este projeto é como um comboio que segue a alta velocidade, em que uns entram, outros saem, mas o comboio segue o seu destino, rumo ao futuro.

Votar no PSD de Pombal de há 40, 30, 20, 10 ou 4 anos é votar nas próximas eleições nos candidatos apresentados pelo PSD, é votar no recandidato à Câmara Municipal de Pombal, Diogo Mateus, é votar em quem continua empenhado em fazer andar o comboio do desenvolvimento. É hora de olhar em frente, e não olhar pelo retrovisor. É hora de fazer jus ao slogan que Pedro Pimpão escolheu quando se candidatou pela primeira vez ao PSD Pombal “Com orgulho no passado, construímos o futuro”.

João Antunes dos Santos

17439638_1757725647574520_1368994714_n