Como vejo a JSD de Pombal

[dropcap size=”500%”][/dropcap]

… Depois o soldado, cheio de juramentos estranhos. Com a barba de um leopardo
Zeloso da sua honra,
Rapido e súbito na briga
Buscando a bolha
Ilusória da reputação
Até mesmo na boca de um canhão.E
então vem a justiça…..”

(As you like it,
Wiliam Shakespeare)

O que já sois ou podeis ainda ser mais…
Existem traços fisicos e psicologicos que distinguem um individuo do outro. Aqui a hereditariedade é um fundamental dogma biológico. Não existem duas pessoas fisicamente identicas, nem mesmo os gémeos monozigóticos o são. Mas é nos atributos não fisicos que os individuos revelam as maiores diferenças. Os seus verdadeiros lugares, numa escala de energia, capacidade para o trabalho efetivo, sensibilidade, temperamento, reatividade emocional, agressividade ou passividade, vontade de assumir riscos, sentido ético,flexibilidade e tolerancia para as mudanças e para o stress. O conjunto de todas estas qualidades, constituem a personalidade humana ou o caracter.

O comportamento social, tal como outras funções neurológicas e psicológicas em geral, dependem em grande parte do desenvolvimento e maturação cerebral, mas fatores genéticos e ambientais também estão envolvidos, e assim, não nos podemos adaptar à sociedade se não tivermos a presença de outras pessoas da nossa confiança, isto é, a interacção social é necessária para a emergencia de muitos traços biológicos básicos. As interacções primeiro com os pais, irmãos, outros jovens, e finalmente com um largo ciclo de amigos, seja na escola, na comunidade,e ainda a capacidade de cooperar, de subjugar o seu próprio egocentrismo às necessidades do grupo,moderando os modos de resposta a impulsos de angústia, medo, autoprotecção, amor e prazer, são o segredo da nossa felicidade.

Ao longo da vida de um individuo, um “continuum” de ajustamentos sociais vai-se instalando, ao mesmo tempo que funções biológicas desabrocham. Também sempre que as regras sociais mudam, novas capacidades fisicas e intelectuais são desfiadas, primeiro a avançarem e mais tarde a recuarem, porque novos desafios exigem novas adaptações.

Vejo os jovens da JSD de Pombal com uma grande Personalidade, Felizes e Adaptados.

Finalmente:

“Não perguntes o que o vosso País pode fazer por vós…perguntai o que podeis fazer pelo vosso País”

J. Grilo Gonçalves

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *