Casados à força

[dropcap size=”500%”]M[/dropcap]
al se soube do resultado do referendo à saída do Reino Unido da União Europeia, multiplicaram-se os apelos a uma Europa mais forte e mais unida.


De resto, esta é a resposta dos líderes europeus sempre que o povo de algum dos Estados-Membros dá sinais de não se rever nesta Europa. Os movimentos extremistas anti-Europa sobem nas eleições, os líderes europeus respondem com mais Europa.

Esta resposta não afronta os responsáveis destes partidos, afronta todos aqueles que lhes confiaram o seu voto e que são cada vez mais.

A maioria de nós não tem razões para ficar feliz com o Brexit nem com o crescimento dos movimentos extremistas na Europa (até porque normalmente o seu fanatismo vai muito além do anti-europeísmo). Mas a verdade é que a democracia lhes começa a dar relevância.

E se estamos a implementar um projeto para pessoas que manifestamente não o querem, talvez a resposta certa não seja pôr o pé no acelerador, mas sim no travão. Mas aparentemente os líderes europeus estão demasiado ocupados a implementar o seu projeto pessoal e esqueceram-se que devem servir as pessoas. Esta é aliás uma consequência previsível da centralização do poder e do seu afastamento em relação às pessoas.

Todos gostamos muito do mercado livre, da facilidade de mobilidade geográfica e de outras das maravilhas da EU. Mas se calhar dispensávamos as decisões centralizadas em Bruxelas relativas aos pormenores mais corriqueiros das nossas vidas, mas também aos mais importantes. Talvez passássemos bem sem a intervenção de Bruxelas na regulação do fluxo dos autoclismos. E talvez os países do Norte também preferissem não ter de sustentar a irresponsabilidade do Sul.

Esperemos para ver as negociações que se seguem na saída do Reino Unido, mas espero sinceramente que a resposta seja a de termos uma Europa menos federalista e mais de mercado livre. E que Inglaterra (e nós!) possa continuar a usufruir destes acordos.

Nuno Carrasqueira

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *