Actualidade em terras abiulenses: INOVAÇÃO e TRADIÇÃO são as palavras de ordem.

[dropcap size=”500%”]O[/dropcap]

povo abiulense com a mudança de executivo estavam expectantes e curiosos para saber como iriam decorrer as festas do bodo de 2014, qual seria o programa? Levantavam-se várias questões tais como, quais serão as novidades trazidas à nossa festa? Será que as tradições serão mantidas?

Decorridos os cinco dias de bodo, podemos então responder a essas questões e resumidamente em duas palavras podemos caracterizar o bodo de Abiul: INOVADOR e TRADICIONAL.

O novo executivo uniu-se a todas as instituições e associações de Abiul e fizeram jus ao seu trabalho, mesmo com o tempo a atrapalhar.

A “organização” dinamizou e promoveu as festas do bodo e a vila de Abiul, publicitando todos eventos através de diversos meios de comunicação, tais como panfletos, internet (facebook), jornais online e locais, assim como outros meios televisivos.

Esta divulgação intensa foi muito positiva, atraiu muitas pessoas, de “dentro” e fora do concelho de Pombal, tornando-se assim uma mais-valia não só para vila de Abiul, como para sua história, mas também para todos os comércios e artistas locais, criando assim oportunidade de todos cresceram e desenvolveram um pouco mais a sua actividade.

Foi alargado o “arraial” e levado até a parte histórica de Abiul, no intuito de dar conhecer a nossa história, não só aos visitantes “estrangeiros”, mas também aos abiulenses que este ano redescobriam um pouco mais a história da sua terra, retratada em pontos diferentes.

O bodo de Abiul não perdeu o seu cariz tradicional, bem pelo contrário, foi bem evidenciado, através de novas iniciativas como o Pic-Nic, e ainda a Feira dos 6. Estas iniciativas espelham os tempos dos nossos avós, o que para eles traz imensa alegria não só porque revivem nostalgicamente momentos da sua juventude, mas também porque podem transmitir aos jovens as suas vivências, mantendo assim “viva” da nossa história e tradição.

E, claro, como não podia faltar, no fim-de-semana do bodo, manteve-se a tradição tauromáquica, com as Corridas de Touros. De destacar, foi o artista Antonio Ferrera que cativou e encantou o público com as suas lides.

No dia 4 de Agosto, como boa terra portuguesa, que somos, não podíamos deixar de evidenciar a nosso Fado, e por isso, tivemos um magnífico concerto em frente na Praça Velha, com Artista Francisco Sobral.

No dia 5 de Agosto, realizou-se a missa solene e procissão em honra de Nª Sª das Neves, padroeira da paróquia de Abiúl. Reza a lenda que por altura das Festas, Nª Sª das Neves, fazia todos os anos um milagre. Num enorme forno onde se queimavam 6 a 7 carradas de lenha, era metido um bolo de trigo de 110 a 120 Kg. Em seguida, um homem entrava no forno, depois de confessado e comungado, dava a volta ao bolo e saía, sem lesões. Tudo se passava em frente da imagem da Virgem, colocada em frente ao forno.

Como cidadã abiulense, é com enorme satisfação e orgulho que descrevo as festas do Bodo de Abiúl de 2014. Parafraseando um abiulense meu amigo: “Abiul voltou para o mapa de Portugal”.

Isabelle Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *